20 Dezembro 2008

Vamos atravessar tempos de crise que se podem identificar por retracção da procura (não será homogénea em todos os produtos e mercados) interna, consequente diminuição da produção das empresas, necessidade de menos trabalhadores, maiores gastos nos subsídios sociais, etc....

No passado apontei, em alguns posts anteriores, que o problema da produtividade das empresas não estava no corte dos custos mas na gestão da relação receitas e custos.

Significa isto que na componente dos custos a redução se podia fazer com melhoria de processos, qualificação das pessoas e focagem da organização nos resultados. Enquanto que a componente receitas passava por se centrar e aumentar os clientes alvo (os que valorizam o produto e as suas características e como tal aportam margens mais elevadas), na procura de novos mercados e no desenvolvimento de novos produtos.

Este post de Freek Vermeulen, no blog Random Rantings, mostra claramente o que tenho dito.

publicado por RPF às 15:51

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9