13 Janeiro 2009

Hoje, mais uma vez, fui á Manta Rota.

Apesar do movimento não ser muito, estamos na época do ano em que tal costuma acontecer, relembrei o que foi o Verão passado.

Na realidade a Manta Rota ganhou uma nova vida, com mais pessoas, agitação e comércio.

O facto que levou a essa 'explosão de atractividade' foi a requalificação/valorização da zona junto à praia (apesar de não ter uma grande frente e prevendo-se que venha a alargar esse arranjo à zona da Lota) com a criação de valências de acessibilidade (estacionamentos) e uso para o lazer (restaurantes diferentes, bares e animação nocturna).

O problema de Altura é que está situada entre uma Manta Rota (requalificada) e Monte Gordo (grande capacidade hoteleira) e não tem nenhuma dessas potencialidades.

O desafio urgente que Altura vive, para sobreviver, é a rápida construção do Lago Verde e uma requalificação da zona de praia alargada à, chamada, zona do centro, assegurando as mesmas valências (acessibilidade e lazer).

De outro modo, e apesar de estar no centro de Monte Gordo e Manta Rota, poderá transformar-se na zona periférica de ambos com os custos inerentes.

Este é o momento critico de Altura se integrar, e afirmar, no contexto em que está inserida.

O futuro já começou e não avançar pode comprometê-lo definitivamente.

 

publicado por RPF às 10:14

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9