30 Janeiro 2009

As conversas de café têm destas coisas. Está sempre alguém, na mesa ao lado, a ouvir, e muitas vezes 'mete a sua colherada'.

Ontem a conversa versava, mais uma vez, os professores, a disciplina nas escolas e a avaliação dos docentes.

Uma das pessoas que estava comigo na mesa, e que por acaso é professor, centrava o seu discurso na 'impossibilidade de castigar as faltas disciplinares dos alunos, pela escola' e propunha, radicalmente, o cortar os benefícios fiscais e o RSI aos pais quando os alunos cometem faltas disciplinares graves e não apoiam a sua correcção.

É na realidade uma medida radical mas que merece ser olhada com alguma atenção porque 'toca naquilo que as pessoas valorizam muito, dinheiro'.

Após a exaustão deste tema voltámos, como habitualmente, à avaliação dos docentes.

A discussão estava no seu auge quando alguém, na mesa ao lado, se saiu com esta 'querem avaliar facilmente e rapidamente os professores, então deixem que sejam os alunos a escolher os seus professores. Terão uma noção exacta do que cada um vale como professor'.

Na altura pareceu um disparate e um 'desabafo', mas hoje e após ter dormido sobre o assunto, questiono-me se não será o método mais eficaz?.

 

publicado por RPF às 10:48
tags:

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9