03 Fevereiro 2009

Nestes dois dias tenho ouvido com atenção as noticias, em especial das televisões.

A questão que mais me tem chamado a atenção é algumas comparações que são efectuadas entre os valores de troca (imóvel por dinheiro) e o valor patrimonial.

Quando oiço a noticia parece que são a mesma coisa.

Ora a realidade não é essa, e esse só mais um erro em que os jornalistas pecam.

O valor de troca é fixado por vários factores entre eles o nível de oferta e o nível de procura (vejam o que está a acontecer com anúncios de saldos na venda de casas e na baixa de preços), por outras palavras um imóvel, como qualquer outro bem (produto ou serviço) vale o que as outras pessoas estão dispostas a pagar por ele, e não aquilo que eu entendo ou pretendo.

O valor patrimonial não tem nada a ver com a situação anterior porque se trata de uma medida administrativa e fiscal que, serve para definir o valor de impostos a cobrar, e nada tem a ver com a oferta e a procura mas com factores definidos pela administração fiscal e as autarquias.
Podem ver aqui como se faz o cálculo do valor patrimonial e quais os factores nele envolvidos.

Assim sendo, como se pode comparar os dois valores, se num caso é o mercado que decide (compradores e vendedores) e no outro é aquilo que o Estado, num determinado momento, quiser?

publicado por RPF às 12:57

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9