19 Fevereiro 2009

É uma surpresa, ou talvez não.

Parece que, em Davos, Putin veio alertar para que a situação económica mundial só se pode ultrapassar se todos os países devem trabalhar em conjunto para encontrarem as soluções que actualmente estrangulam as economias mundiais.

Mas o mais destaco é os alertas que lança, de que:

- É muito tentador tomar medidas simples e populares, em tempos de crise., e que é necessário, sem isolacionismo, tomar algumas medidas proteccionistas, de forma muito prudente e moderada.

-A adopção um Estado Absoluto, só leva a transformar as empresas e a economia em sistemas incompetentes.

- A intervenção excessiva na economia e a confiança na omnipotência do Estado  é outro grande erro.

- Não há nenhuma razão para acreditar que transferir a responsabilidade económica para o Estado traga melhores resultados.

Pois concordo com muitos dos alertas que lança, até porque tem experiência dessas situações.

Também acredito que estamos a ter um peso exagerado do Estado e da sociedade na vida e liberdade das pessoas, e parece que queremos sempre mais, correndo o risco, que até já pode ser visível, do esmagamento do individuo face ao colectivo (pelo menos a alguns grupos organizados fazedores da opinião - associações empresariais, sindicatos, partidos políticos, etc...).

Será que nos estamos a transformar numa sociedade agorafóbica?

NOTAagorafobia – medo de espaço amplos e aglomerações.

Podem ler o artigo do Liberdad Digital, aqui.

 

publicado por RPF às 08:44

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9