16 Fevereiro 2009

Afinal parece que a situação, para além de não estar controlada, é pior do que o que se podia imaginar.

Se o futuro é o que se descreve neste artigo do Telegraph, que descobri via Balanced Scoreboard, então as medidas que foram decididas pelo Governo não são as mais indicadas e se conseguem travar, acredita-se, uma crise social imediata vão fazê.la imergir mais tarde, provavelmente com custos futuros agravados.

Mais uma vez ressalta o 'peso do estado' e os custos que algumas áreas têm, e que devem ser corrigidos intervindo na economia através do sistema fiscal e tributário, politica monetária (em consonância com o BCE), garantir a existência de instituições confiáveis (assegurar o mercado financeiro), favorecer o empreendorismo e o desenvolvimento das iniciativas privadas e garantir a igualdade de oportunidades em temas sociais (e este é o ponto fundamental).

Em resumo, dar mais responsabilidades às pessoas e às famílias e dizer-hes claramente, bem como às empresas, que em vez de continuar a pedir emprestado para manter o actual nível de vida, há que pagar o que devemos e ser capazes de criar mais riqueza.

 

publicado por RPF às 13:29

totalmente de acordo.
vamos mas é parar de armarmo-nos em ricos e voltar a cultivar as terras e dar de pastar aos animais. e ao domingo vamos dar um mergulho no mar.
cumprimentos
LSP a 16 de Fevereiro de 2009 às 14:04

Pois é uma das soluções. Outra das soluções é começarmos a produzir, de forma competitiva o que actualmente importamos e aumentar a capacidade de exportar os produtos que já fazemos bem e de forma competitiva. Assim também aumentamos a riqueza criada e teremos possibilidades de pagar as dividas, e não 'viver à grande'.
Irão sempre ser tempos mais dificeis, para nós ou para os nossos filhos e netos (somos nós que escolhemos) e quando mais rapidamente nos convencermos desse facto mais rapidamente daremos passos para resolver o problema.
RPF a 16 de Fevereiro de 2009 às 16:48

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9