06 Março 2009

Em Portugal a situação é muito idẽntica à referida neste post na Ayn Rand Center.

O que se pode extarir destas poucas linhas é de que a intervenção 'excessiva' do Estado é condicionadora da eficiẽncia, mesmo nesta área critica da saude.

Por outro lado creio chegada a altura de, em Portugal, se discutir com seriedade a sustentabilidade do estado social, como o conhecemos hoje, também por forma a libertar a sociedade e os cidadãos deste espartilho do peso esmagador do Estado e da sociedade na vida, e no destino, individual.

publicado por RPF às 09:43

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9