14 Abril 2009

Esta frase é politicamente incorrecta nos tempos actuais, porque defende que 'somos o que fazemos com o que é nosso e não o que defendemos fazer com o que é dos outros'.

Pode parecer que se trata de um 'desprezo pelos outros'. mas pelo contrário, tal sentimento é mostrado por quem quer intervir utilizando os recursos alheios.

Este artigo do Library pf Economics and Liberty é disso um exemplo, ao falar sobre os serviços de Saúde prestados pelo Estado.

No limite faz-nos pensar sobre o papel, e o peso, do Estado nas sociedades actuais e o 'estrangulamento' que coloca à livre incitativa e à responsabilidade individual.

Acabará por 'atacar' os direitos naturais do individuo, que têm sido os fundamentos do Estado Liberal e de Direito que temos, felizmente, vivido.

 

publicado por RPF às 10:37

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9