17 Dezembro 2008

Recordei-me ao ler a análise da Deloitte de uma frase que ouvi, a um amigo, há muitos anos:

"O mais importante num jogo de futebol não é ganhar os pontos mas sim ganhar espectadores para o próximo jogo".

Hoje parece-me que teve uma antevisão porque a capacidade de atrair, e fixar, espectadores trará mais e melhores patrocinadores.

O futebol, enquanto industria, tem grandes desafios, um caminho para percorrer mas já tem muito pouco tempo.

 

publicado por RPF às 18:49

17 Dezembro 2008

Pois, estamos tão 'mal vistos' no panorama do negócio e espectáculo, que é o futebol, que nem merecemos um estudo.
Para tirarmos 'a barriga de misérias' aqui está um estudo sobre o futebol inglês, que tem pouco a ver com o nosso.

Será por isso que as grandes empresas, europeias e mundiais, não são 'sponsors' de nenhuma equipa portuguesa?.

Seja o que for, neste estudo dá para tirar algumas ideias, face ao que as pessoas valoriza, que podem levar a alterações na estrutura do futebol português.

Querem um exemplo? A competitividade só se consegue com uma melhor distribuição das verbas dos direitos televisivos. A sua distribuição em Portugal é desadequada para quem quer competitividade. Parece que é o que não queremos.

 

publicado por RPF às 16:50

17 Dezembro 2008

O uso de um discurso pseudocientífico para mostrar convicções religiosas, sejam elas quais forem, é inaceitável.

Vejam ao que pode chegar a convicção religiosa, e isto serve para todas as religiões 'malgrado' o discurso mais ou menos elaborado (vídeo descoberto via o blog Que Treta)

 

Perdoem-me a expressão mas, Haja Deus para tolerar este discurso.

 

publicado por RPF às 09:59

17 Dezembro 2008

Descobri no blog Sedentário & Hiperactivo, este video com o 'maior penalti fantasma que já visto até hoje'.

 

 

É inacreditável.

 

publicado por RPF às 07:04
tags:

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9