27 Maio 2009

A questão da avaliação do desempenho dos professores não é uma questão só em Portugal.

Nos EUA o debate sobre a avaliação do desempenho e o 'pagamento pelos resultados' também tem estado na ordem do dia, tendo em conta as várias experiências já realizadas em especial nas escolas que se encontram em bairros socialmente 'complicados'.

Em Portugal ainda estamos na fase de avaliar ou não avaliar e ainda não chegámos à fase de ligar as avaliações e resultados à remuneração e à carreira.

Como podem ver neste estudo da Center for American Progress o que se equaciona é o impacto dos vários programas, o seu desenho e objectivos e a implementação.

Parece que fica claro, das conclusões, que há mais perguntas do que respostas e que 'cada caso é um caso e deve pressupor um modelo adequado às circunstâncias'.

Para o caso português a questão é a mesma, há que começar e ir adaptando aos resultados conseguidos e ás condições especificas de cada escola. No limite é mais autonomia para as escolas, nas decisões, e um Ministério mais centrado na avaliação das escolas e na sistematização da avaliação dos alunos.

 

 

publicado por RPF às 16:56

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9