09 Junho 2009

Apesar de muitos economistas, dos EUA e UE, nos terem dito que os países emergentes, os antigos pobres, tinham estado a crescer somente pelas suas exportações para os EUA e UE e que agora iriam sofrer os efeitos dessa fala de encomendas e vendas para os países ricos, parece que tal não está a acontecer dado que essas economias continuam a crescer apesar da recessão nos países ricos.

Talvez este artigo de Fareed Zakaria, na Newsweek, possa a ajudar a entender o que se está a passar e qual o 'ponto de partida' forte que esses países tiveram.

publicado por RPF às 09:10

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9