03 Julho 2008

Tenho feito, a mim mesmo, e muitos outros esta pergunta.

Como é natural as respostas variam de pessoas para pessoa e ouvi muitas respostas.

Não quero valorar nenhuma das várias opções que ouvi, mas uma daquelas que foi pouco falada poderá ser aquela que maior impacto teve.

Vejamos:

- o modelo organizativo e de responsabilização politico é recente em Espanha (é desde a saída de Franco do poder) enquanto o português é muito antigo.

Será que a regionalização espanhola teve influência nesta resultado?.

publicado por RPF às 18:38

Não foi só esse factor, mas, de facto, se o processo da regionalização tivesse sido aceite pelos Portugueses.. no referendo que foi feito para esse objectivo.
Mas o superavit Espanhol deve-se ao facto de, para além de uma organização estrutural eficaz, o governo dos nossos "vizinhos" souberam aproveitar os subsídios europeus destinados a melhorar a indústria, a agricultura e as pescas. Os mesmos subsídios que Portugal recebeu. Só que, por cá, só serviu para ajudar na Indústria dos grandes Empresários (deixando para trás os apoios às PME's), abandonando as pescas (que ainda continuam com um certo atraso em relação às congéneres dos outros Estados-Membros da UE) e "assassinaram" a Agrícultura (os empresários ligados à Agricultura usaram o dinheiro desses subsídios para abandonarem a actividade comercial, compraram uns montes no Alentejo, o dinheiro que deveriam comprar maquinaria serviu para comprar uns "jipezitos" e só alguns passaram a viver do turismo rural e do ramo Hoteleiro. Foi a falência da "reforma agrária") .
Ah... e a culpa era sempre da chuva!
SangueOculto a 3 de Julho de 2008 às 20:04

Não foi só esse factor, mas, de facto, se o processo da regionalização tivesse sido aceite pelos Portugueses.. no referendo que foi feito para esse objectivo, possivelmente teria sido mais benéfico.
Mas o superavit Espanhol deve-se ao facto de, para além de uma organização estrutural eficaz, o governo dos nossos "vizinhos" qu soube aproveitar os subsídios europeus destinados a melhorar a indústria, a agricultura e as pescas. Os mesmos subsídios que Portugal recebeu. Só que, por cá, só serviu para ajudar na Indústria dos grandes Empresários (deixando para trás os apoios às PME's), abandonando as pescas (que ainda continuam com um certo atraso em relação às congéneres dos outros Estados-Membros da UE) e "assassinaram" a Agrícultura (os empresários ligados à Agricultura usaram o dinheiro desses subsídios para abandonarem a actividade comercial, compraram uns montes no Alentejo, o dinheiro que deveriam comprar maquinaria serviu para comprar uns "jipezitos" e só alguns passaram a viver do turismo rural e do ramo Hoteleiro. Foi a falência da "reforma agrária") .
Ah... e a culpa era sempre da chuva!

** Nota: Por falha humana, o comentário anterior ficou incompleto, denotando-se algumas falhas de lógica. As minhas mais sinceras desculpas!
SangueOculto a 3 de Julho de 2008 às 20:22

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9