17 Julho 2009

Este titulo vem a propósito de um conhecido das redes sociais, e que espero conhecer pessoalmente quando vier de férias para Tavira, o Daniel Luis que é (ou era, ainda não sabemos) professor na Universidade do Minho e que tem passado por um momento difícil para a renovação do seu contrato em virtude de manter um blog, DISSIDÊNCIAS, que alguns dos seus colegas consideram 'pouco adequado a quem dá aulas numa Universidade'.
O que mais me espanta é que acreditava que a Universidade era um pólo de critica e confronto dos saberes actuais e instituídos o que levava à transformação e à conquista de novos saberes levando os alunos a confrontarem a realidade actual com o pensamento existente, confrontá-lo e criar novos modelos, teorias e pensamentos. A LIBERDADE é indispensável, nesta fase, bem como o RISCO, que deve ser estimulado, de apontar novos caminhos..
Parece que a visão que os professores actuais dessas instituições têm é diversa da minha.
Não me posso demitir de apoiar, mesmo que tenha algumas divergências de pensamento com o Daniel Luis, de apoiar quem pugna, para ele e para os seus alunos, por essa LIBERDADE e RISCO.
A não renovação do seu contrato será sempre, mais do que uma forma de censura, uma vitória do saber escolástico contra a pesquisa e a duvida.
Para terminar volto ao titulo deste post, uma sociedade pode afirmar-se LIVRE e PLURAL mas se os seus HOMENS não o forem então ....

publicado por RPF às 11:15
tags:

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

16

19
20
22
23