13 Outubro 2009

O titulo é um pouco forte mas a situação em si também o é.

Fui alertado por um mail de um familiar para uma experiência realizada, há dois anos, pelo Washington Post que pretendia aferir a capacidade das pessoas reconhecerem o talento e a qualidade num contexto diverso daquele que esperariam.

Para isso colocou um dos maiores violinistas da actualidade, Joshua Bell, a actuar numa estação de Metro.

Leiam e vejam o que aconteceu, mas adianto-vos já que 'passamos pelas coisas sem ver'.

publicado por RPF às 17:45

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15