17 Dezembro 2009

Sempre que oiço falar em regionalização, e agora começa novamente a ouvir-se mesmo daqueles que foram manifestamente contra no passado, parece-me sempre que se fala em acrescentar mais um patamar administrativo ao edificio existente.

O que não poderá ser manifestamente assim porque fazer a regionalização deve ser alterar o modelo administrativo que ao longo de séculos temos seguido (as alterações na década de 1850 só levaram à eliminação de concelhos, e tudo deve estar em causa, os concelhos e as juntas de freguesia.

Será que um concelho com 3.000 habitantes é viável nos tempos actuais? Deverá ter uma dimensão de 50.000 habitantes ou outra? E as freguesias devem ter uma dimensão minima? Em todos os concelhos ou só naqueles cuja dimensão seja 200.000? Etc...

Se não for isto a ser colocado 'em cima da mesa' então talvez não valha a pena regionalizar.

publicado por RPF às 10:25

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31