11 Janeiro 2010

Nos últimos tempos temos ouvido, sistematicamente, a preocupação com a necessidade de apoiar as micro e pequenas empresas.

Não posso estar mais de acordo com a necessidade de o fazer mas não concordo com a forma, quase única, preconizada  : facilidade de acesso ao crédito.

Na realidade é importante ter acesso fácil e rápido ao crédito ,por parte da micro e pequenas empresas, e a taxas de juro baixas, mas para fazerem o quê?.

Será que os problemas dessas empresas se resolvem, por sii, só com dinheiro? A disponibilização do crédito resolve as lacunas competitivas das micro e pequenas empresas?.

Os apoios financeiros só serão úteis se permitirem que as empresas ultrapassem as sua carências estruturais e se tornem mais competitivas.

A experiência, e conhecimento, que tenho de micro e pequenas empresas permite-me identificar os seguintes pontos fracos:

 

1.Elaborar e manter planos estratégicos (clareza na proposta de valor) e operacionais, a todos os niiveis, e ter uma visão global.

2.Reter e atrair trabalhadores qualificados, e adquirir novos conhecimentos e competências

3.Aplicar novas tecnologias e implementar processos criativos para desenvolver e inovar  produtos

4.Estabelecer um sistema de gestão da relação com os clientes e parcerias , com clientes e fornecedores, para  projectos conjuntos de adequação dos produtos, responder a nichos de mercado emergentes,

5.Criar e promover marcas próprias e estabelecer e acompanhar os canais de distribuição adequados.

6.Acompanhar, de forma sistemática, a evolução dos mercados e das tecnologias, adoptar as melhores práticas , organizar e tratar a informação criando conhecimento.

 

Se os apoios forem para corrigir estas fraquezas e tornar as empresas mais competitivas e internacionalizas, e estamos tão perto da raia, então teremos uma alteração profunda de todo o tecido empresarial (como se deseja), de outro modo levará a dispêndio de recursos sem nenhuma utilidade futura e daqui a algum tempo estaremos com os mesmos problemas e provavelmente ocm menos capacidade de os resolver.

 

 

 

 

publicado por RPF às 10:38

Meu Caro,
Está a pedir que os patrões/gestores vão para a escola aprender a fazer negócios?
Ou está a querer que se façam mais formações daquelas que algumas pessoas vão e que quando saem já não se lembram do que foi dito nem nunca irão aplicar o que ouviram sendo somente boas para os formadores ganharem bom dinheiro?
k2ou3 a 12 de Janeiro de 2010 às 20:11

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
16

17

24
30

31