13 Junho 2008

O aumento dos preços dos combustíveis tem um impacto imenso no estilo de vida que temos desenvolvido e na própria noção de segurança que temos.

Damos como adquirido (seguro) que temos bombas de abastecimento abertas 24H/dia, que os telemóveis funcionam sempre, que a Internet está sempre disponível, que quando abrimos uma torneira sai água, que se ligarmos um aparelho ele funciona (há energia eléctrica), etc, etc, etc.

Foi neste mundo que fomos criados.

Para os nossos pais não foi assim. É será que no futuro vai ser sempre assim?

Deveremos colocarmo-nos, sempre, estas duvidas e ouvir os sinais de aviso que nos são dados.

Neste caso dos combustíveis existem muitos que referem que se trata de especulação.

Para haver especulação é necessário ter o produto, armazená-lo e colocá-lo, no mercado, a conta-gotas para diminuir a oferta para aumentar o preço face ao 'valor' .

É o que se está a passar?

Há quem diga que sim e quem diga que não.

Li uma entrevista feita a dois professores da Wharton (University of Pennsylvania), Jeremy Siegel e Witold Henisz que indicia que é a falta de certezas que nos colocam aqui.

A incerteza é o maior motor das alterações tecnológicas, de negócio e de estratégia.

Esperemos que aconteça o mesmo sobre os combustíveis.


mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14