17 Outubro 2008

Esta era uma frase que todos dizíamos no Algarve quando nos referíamos à EN 125.

Em alguns aspectos, e pontos do trajecto, tínhamos toda a razão.

Essa razão ficou agora mais alargada no Sotavento com as obras realizadas nos troços Monte Gordo-Vila Real de Santo António e Monte Gordo-Aldeia Nova.

Agora sim ficou uma rua e ao nível de competir com S. João da Madeira no numero de rotundas.

Falando em rotundas, e não querendo referir o o outro tipo de intervenção que reduziu a faixa de rodagem para criar uma ciclovia (que se considerou importante, já nem me lembro por quem, para o tráfego ciclista no Algarve), as que foram, e estão em vias de construção, parecem desadequadas.

E porquê?.

Por norma uma rotunda existe para possibilitar um mais célere escoamento do trânsito nos entroncamentos.

Ora a rotunda do "Morais' não tem nada disso, não existem estradas a cruzar. parece que se tratou de uma forma de reduzir a velocidade, até o próprio desenho da rotunda é mal feito, o que não parece ser o objectivo das rotundas.

Para reduzir a velocidade existem outras forma, as quais todos vimos diariamente, mesmo com prejuízo das suspensões dos carros.

Se as rotundas fossem a forma de reduzir a velocidade, então porque não existe uma à entrada e saida de cada escola?.

 

 

publicado por RPF às 11:26

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9