12 Julho 2008

Adivinhar pode ser bruxaria, mas existe sempre a possibilidade de antecipar, com algum grau de certeza, se uma empresa teve ou vai ter sucesso.

façam aos seus prprietários e gestores as seguintes perguntas:

- quais os teus objectivos para este ano? Quantifica-os.

- que acções vais desenvolver para os atingir?

- quais são os teus 3 maiores clientes?

- são interessantes pela dimensão ou rentabilidade?

- quais os teus 5 piores clientes? Porquê?

- o que é que consegues fazer que os teus concorrentes não conseguem copiar?

- quais são os clientes que tens que não valorizam o que fazes bem? porque é que os manténs?

- quem são os teus principais fornecedores? como são ao nível do desenvolvimento de novos produtos, que podem ser interessantes para o teu negócio?

- como é feita o relacionamento comercial com eles? ajudam-te, e tu ajuda-los, a melhorarem os processos em comum?

- quantas acções de formação realizaste para os teus trabalhadores? porque é que as realizaste?

- quantos dos teus trabalhadores estudam? como os incentivas a estudar?

- quantas alterações tecnológicas tiveste na tua empresa nos últimos dois anos?

- quais os processos (venda, encomenda, aprovisionamento, planeamento, controlo) efectuaste nos últimos 2 anos?

- o que aprendeste com empresas tuas concorrentes?

- quais os produtos novos, no mercado, que podem colocar em risco o teu negócio? o que vais fazer para concorrer com eles?

Oiçam as respostas e tirarão as vossas conclusões.

Porque os nossos patrões, empresários e gestores, esquecem-se muitas vezes que "O que as empresas fazem é treinar as pessoas menos qualificadas e transformá-las em trabalhadores funcionais." (Peter Drucker)
 

 

publicado por RPF às 08:03

12 Julho 2008

Na conversa sobre a situação económica das empresas, o filho do dono de uma pequena empresa de construção civil e que trabalha com o pai, referia que as empresas espanholas que pagam salários mais elevados do que eles, conseguem fazer os mesmos preços pelos trabalhos.

É pois evidente que conseguem maior produtividade dos seus trabalhadores utilizando processos, tecnologias e capacidades (dos colaboradores) diversos dos que utilizamos.

Mas será que os nossos patrões vão tentar descobrir porque tal acontece?.É que 'copiar' não é assim tão mau. A modernização das empresas e a competividade da economia também pode passar por isso.

 

 

publicado por RPF às 07:38

subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9