18 Fevereiro 2009

Nunca pensei ver, nem nos tempos mais próximos nem nos mais afastados, e mesmo em sonhos não acreditava que num país como a Arábia Saudita alguma mulher pudesse desempenhar um cargo governamental.

No entanto esta noticia do Foreign Policy vem desmentir-me (já nem eu consigo acertar em previsões) e dizer que parece haver mudanças nesse reino.

Ainda bem, e que continuem.

( ... )

 

publicado por RPF às 15:47

18 Fevereiro 2009

Esta é a forma como o auto proclamado 'povo eleito' trata os seus cidadãos (pelo menos aqueles que não foram explusos em 1948), como pode ser lido neste artigo de Fareed Zakaria, na NewsWeek.

É uma forma civilizada, justa e tolerante, não é?.

Será que os Persas tratam assim os seus cidadãos?

Deve ser um problema de memória.

 

publicado por RPF às 15:15
tags:

18 Fevereiro 2009

Permitam-me que simplifique algo que é muito complexo.

Vamos partir do principio de que tomamos uma decisão ou formamos uma opinião baseada nos seguintes factores:

- informação que temos sobre o tema

- experiência passada

- acaso (ou risco)

- inteligência

E sobre esta base analisamos os 3 primeiros factores de acordo com uma matriz base em que as priorizamos e valoramos de acordo com a importância que lhes damos (chamamos a isto valores).

Se tomarmos este processo simples como certo então porque é que não mudamos de opiniões e alteramos as nossas decisões ao longo da vida?

Isto só pode significar que a informação não se alterou, não aprendemos com as experiências e pesamos o risco da mesma forma.

E a vida é assim? Não existe uma alteração contínua?.

Tenho tido esta duvida nos últimos tempos e não sei como resolver este dilema.

 

 

publicado por RPF às 12:44

18 Fevereiro 2009

Este projecto europeu para interligação, participação e desenvolvimento de projectos comuns, pretende abrir a possibilidade de 'uma nova escola' que ensina e faz aprender de forma diferente, com mais interactividade, e utiliza as novas ferramentas que as TI's disponibilizam.

Como podem ver a participação portuguesa é baixa, em termos do numero de professores, apesar de em termos de escolas e projectos, concluídos ou em curso, ter alguma relevância.

Isto quererá dizer que a maioria dos professores não se preocupa com o desenvolvimento da sua actividade profissional, e a minoria que se preocupa é, essa sim, dinâmica?.

Mostra isto que na realidade, e contrariamente ao que dizem, os professores não são todos iguais em termos de competência?.

 

publicado por RPF às 09:42
tags: ,

subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9