20 Setembro 2009

Numa época de eleições, parlamentares (não para o 1º. ministro) e autárquicas, levantam-se sempre os temas 'do que tem de ser feito'.

Raramente alguém fala do 'como fazer', 'quando fazer', 'que recursos e capacidades hipotecar' e 'como controlar e medir os resultados'.

Estas são as questões quase tabu.

Vem este post a propósito de que ainda não encontrei ninguém, nas várias conversas que tenho e oiço, que conheça o orçamento (receitas e despesas) da autarquia. Nem os próprios funcionários da Câmara o sabem, nem que seja os grandes números das rubricas  mais importantes.

Algo vai mal na forma como fazemos as escolhas, já para não falar do 'empenho dos funcionários'.

 

publicado por RPF às 11:30

mais sobre mim

ver perfil

3 seguidores

pesquisar
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

16
19

21
24
25
26

27
28
29
30